sábado, 15 de janeiro de 2011

Palavras dos pensadores

Onde está o guarda-chuva (Paulo Coelho)

Ao cabo de dez anos de aprendizagem, Zenno achava que já podia ser elevado à categoria de mestre zen. Em um dia chuvoso, foi visitar o famoso professor Nan-in.
Ao entrar na casa de Nan-in, este perguntou:
- Você deixou o seu guarda-chuva e os seus sapatos do lado de fora?
- Evidente – respondeu Zenno. – É o que manda a boa educação. Eu agiria assim em qualquer lugar.
- Então me diga: você colocou o guarda-chuva do lado direito ou do lado esquerdo dos seus sapatos?
- Não tenho a menor idéia, mestre.
- O zen budismo é a arte da consciência total do que fazemos – disse Nan-in. – A falta de atenção nos pequenos detalhes pode destruir por completo a vida de um homem. Um pai que sai correndo de casa, nunca pode esquecer um punhal ao alcance do seu filho pequeno. Um samurai que não olha todos os dias a sua espada, terminará encontrando-a enferrujada quando mais precisar dela. Um jovem que esquece de dar flores a sua amada, vai acabar por perdê-la.
E Zenno compreendeu que, embora conhecesse bem as técnicas zen do mundo espiritual, havia se esquecido de aplicá-las no mundo dos homens."

Nosso asendo:

Na vida, são os pequenos detalhes que dazem a diferença.
Costumeiramente - eu por exemplo - tenho a mania de agir e depois pensar.
Confesso que issso tem trazido-me grandes transtornos. Tenho consciência de que "overdadeiro sábio pensa no que diz antes de dizer o que pensa" mas raramente sigo tal "acertiva". Pode - a priore - parecer insignificante algumas "sugestões" que recebemos, mas na realidade, prestar atenção nos "detalhes" significa traçar-mos o "caminho" que devemos trilhar, e, ser-mos bem sucedidos na caminhada, ou não. A velha máxima de "Faça o que eu digo mas não faça o que eu faço" pode parecer simples "metáfora" mas faz todo o sentido imaginável. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário